O pôr do Sol em Madrid: Templo de Debod

Quando viajamos, sempre bate aquela curiosidade de ver o pôr do Sol. Não importa se o lugar onde estamos fica próximo ao mar, no interior, nas montanhas ou na beira do rio. Assistir o dia indo embora no horizonte é sempre inspirador!
Em Madrid há um lugar próprio para isto: a Montaña del Príncipe Pío! Além disto, você pode aproveitar para conhecer o Templo de Debod.

1. COMO CHEGAR:

-Metrô: Estação Plaza de España (Linhas 3 e 10) ou Estação Ventura Rodríguez (Linha 3). Na Praça de Espanha, saia em direção à Calle Ferraz e você chegará ao templo. O percurso tem cerca de 700m.

2. O TEMPLO DE DEBOD:

O Templo de Debod está situado no topo da Montaña del Príncipe Pío. Está inserido no Parque del Oeste, uma área verde da capital espanhola.

templo de debod

Fachada oeste do Templo de Debod (Foto; Tissiana Souza).


Esse templo egípcio tem mais de 2.200 anos de história (Fonte: Guia Time Out – Madrid, 2008)! Sua construção iniciou com o Faraó Adikhalamani e somente foi concluída após o Egito estar subordinado ao Império Romano, nos tempos de Augusto e Tibério (Fonte: Folheto de Visita – Templo de Debod).
O mais curioso é que o Parque del Oeste não é o lugar original da edificação! O templo foi construído em dedicação aos deuses Amon de Debod e Ísis, às margens do rio Nilo, na região da Baixa Núbia no Egito. Em 1968, bloco por bloco foi enviado a Madrid, após doação do governo egípcio, como forma de agradecimento à ajuda espanhola na preservação de monumentos arqueológicos ameaçados pela construção da barragem de Aswan (Fonte: Guia Time Out – Madrid, 2008).
A reconstrução em Madrid manteve a orientação original do templo, ou seja, com a fachada principal a Leste (direção que o Sol nasce) e a fachada posterior voltada para Oeste, direção em que o Sol se põe (Fonte: Site Oficial de Turismo de Madrid). Entre outubro e dezembro de 1970, os blocos originais e as fachadas foram montados e o jardim do entorno foi projetado e plantado. Em 1971, foram construídas as partes perdidas do templo, como o vestíbulo e a fachada principal. O templo foi também coberto para evitar a entrada de água (Fonte: Site da Prefeitura de Madrid).
Em 1972, o Templo de Debod foi aberto para visitação pública (Fonte: Site Oficial de Turismo de Madrid). Segundo o folheto de visita, este templo é um dos poucos monumentos arquitetônicos que podem ser vistos em sua forma completa fora do Egito. Na Espanha, é uma construção única!
Com entrada gratuita, é válido conhecer o interior do templo. São 10 salas na parte inferior, e o terraço na parte superior.
Na parte inferior, destacamos a Capela de Adikhalamani, com inscrições nas paredes que mostram o faraó em rituais dedicados a diferentes deuses. O faraó e os sacerdotes eram os únicos autorizados a realizar estas celebrações. Todos os dias, ao nascer do Sol, os ritos eram feitos para Amon e Ísis. Outros deuses eram celebrados ao meio-dia e ao entardecer, nas capelas secundárias do templo (Fonte: Folheto de visita ao Templo de Debod).

templo de debod

A Fachada principal do Templo de Debod, refletida no espelho d'água! (Foto: Tissiana Souza).


Na Sala Uabet, as estátuas dos deuses eram preparadas para a festa de Ano Novo Egípcio. Em seguida, as estátuas eram levadas para o terraço, onde recebiam raios de Sol (Fonte: Memoria de Madrid – Templo de Debod). Hoje, o terraço encontra-se coberto e tornou-se uma área de exposição de peças que faziam parte do templo, como os blocos de arenito que eram integrantes da porta da Capela de Adikhalamani. Uma maquete reproduz o local onde o templo permaneceu por mais de 2000 anos.
Na Capela de Naos ocorriam os cultos aos principais deuses do templo: Amon e Ísis. Nas capelas Norte e Sul, eram realizados os rituais para outros deuses (Fonte: Memoria de Madrid – Templo de Debod).

Você pode conhecer o Templo de Debod do conforto do seu lar, através de uma visita virtual no link a seguir:
http://templodedebod.memoriademadrid.es/visitaVirtual.html

O Templo de Debod não conta com acessibilidade para pessoas com mobilidade reduzida. Por se tratar de uma construção muito antiga, os corredores e as salas variam de tamanho. Além disto, o acesso ao terraço é feito somente por escadas.

3. O POR DO SOL:

Do mirante, localizado na fachada posterior do templo, podemos contemplar uma bela visão de Madrid! Vemos parte do Parque del Oeste e da cidade que avança e se perde pelo horizonte. Se você olhar para o lado esquerdo, verá o Palácio Real e a Catedral de Nossa Senhora de Almudena se destacando com toda a sua grandiosidade.
Muitas pessoas vão ao local para presenciar o cair da tarde. Realmente, é lindo observar o Sol se esconder do topo da Montaña del Príncipe Pío!
Espere que as luzes do templo se acendam, para que ele fique refletido no espelho d’água. Você fará lindas fotos!

madri

Madri vista da Montanã del Príncipe Pío (Foto: Tissiana Souza).

 

madri

O Palácio e a Catedral de Almudena (Foto: Tissiana Souza).

 

madri

O Sol se põe na capital da Espanha! Que espetáculo! (Foto: Tissiana Souza).

Endereço

Jardines del Templo de Debod, Calle Ferraz, 1, Código Postal: 28008, Madrid

Preço para o ano de 2016

Entrada gratuita

Horário

De 1º de outubro a 31 de março:

De terça a sexta-feira, das 9:45 às 13:45 horas e das 16:15 às 18:15 horas.
Sábados, domingos e dias festivos, das 09:30 às 20:00 horas.

De 1º de abril a 30 de setembro:

De terça a sexta-feira, das 10:00 às 14:00 horas e das 18:00 às 20:00 horas.
Sábados, domingos e dias festivos, das 09:30 às 20:00 horas.

Última entrada até 15 minutos antes do encerramento.
Fechado às segundas-feiras, nos dias 24, 25 e 31 de dezembro, 1 e 6 de janeiro, e 1º de maio.

Para mais informações

Templo de Debod:
http://www.madrid.es/templo-debod

Memória de Madrid - Templo de Debod:
http://templodedebod.memoriademadrid.es/

Site Oficial do Turismo em Madrid:
http://www.esmadrid.com/

Metrô de Madrid:
https://www.metromadrid.es

Adicionar um comentário

%d blogueiros gostam disto: