O curioso Museu Catavento

Diversão, interação, aprendizado, conhecimento, informação, ciência, educação! Essas são algumas palavras que podem definir o que sentimos após visitar o 7º melhor museu do Brasil segundo o prêmio TripAdvisor Traveller’s Choice 2016: o Museu Catavento Cultural e Educacional, localizado no centro da cidade de São Paulo!

O Museu fica localizado próximo ao Mercado Municipal, então dá para aproveitar e comer um sanduíche de mortadela ou um pastel de bacalhau também!

1. COMO CHEGAR:

Metrô: A estação mais próxima é a Estação Pedro II (Linha 3 – Vermelha). Saia em direção à esquerda na Rua da Figueira. Depois continue pela Avenida Mercúrio (margeando o Parque Pedro II) até chegar à entrada para pedestres do Museu Catavento. São 850 metros de caminhada, que dura cerca de 10 minutos por conta dos semáforos.

Há outras estações no entorno, que são mais distantes, como a Sé (Linha 1 – Azul, Linha 3 – Vermelha), São Bento (Linha 1 – Azul), Luz (Linha 1 – Azul, Linha 4 – Amarela) e Brás (Linha 3 – Vermelha, CPTM Linhas 10, 11 e 12).

 2. INFORMAÇÕES BÁSICAS PARA A SUA VISITA:

-O pagamento dos ingressos é feito somente em dinheiro;

-Recomenda-se a visitação para crianças acima de 7 anos de idade;

-O museu possui 9 atrações que apresentam seções fechadas, ou seja, são eventos que ocorrem dentro do museu, mas que por terem número limitado de público precisam de um ingresso à parte. Essas atrações já estão incluídas no preço do museu, então você não precisa pagar à parte por elas.

Durante o período letivo, de terça a sexta-feira, as 9 atrações são oferecidas apenas a grupos agendados previamente pelo site. Aos finais de semana, feriados e férias escolares, é necessário retirar as senhas para as atrações no balcão de recepção do museu. Não é possível fazer as 9 atividades no mesmo dia, pois algumas delas duram até 50 minutos.

São elas: Nanoaventura (36 pessoas), Laboratório de Química (44 pessoas), Monte dos Sábios (Parede de Escalada) (30 pessoas), Do macaco ao homem (20 pessoas), Se liga no Lego (24 pessoas), Viagem ao fundo do mar (24 pessoas), Aventura no Sistema Solar (24 pessoas), Estúdio de TV (30 pessoas), Visita Histórica (20 pessoas).

As senhas do período da manhã são distribuídas às 09:00 horas e as senhas do período da tarde são distribuídas às 13 horas. Cada pessoa pode fazer 2 atrações por período.

-Para o Monte de Sábios (Parede de Escalada) é necessário ter altura mínima de 1,30 metros e estar calçando tênis;

-Não é permitido fumar, beber e comer nos espaços expositivos;

-O museu é acessível para pessoas com deficiência locomotora;

-Há uma lanchonete no museu, onde são vendidos salgados, sucos, refrigerantes, doces e lanches;

-O museu possui estacionamento privativo. Valor de R$10,00 para até 4 horas e R$2,00 de adicional por hora. Ônibus e vans pagam R$20,00.

 3. PALÁCIO DAS INDÚSTRIAS – O PRÉDIO DO MUSEU:

 O Museu Catavento está instalado desde o ano de 2.009 no Palácio das Indústrias. Essa construção, por si só já atrai olhares curiosos pela sua arquitetura, com muitas estátuas e detalhes!

É um edifício imponente e grandioso, que foi projetado por Domiziano Rossi (sócio do escritório de Ramos de Azevedo) e construído entre 1.911 e 1.924. Desde o início da década de 1.980, o Palácio das Indústrias é tombado pelo CONDEPHAAT (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico).

museu catavento

O belo Palácio das Indústrias, onde está o Museu Catavento (Foto: Tissiana Souza).

O Palácio das Indústrias foi projetado como um espaço de exposições industriais, agrícolas e comerciais, que ocorreram entre 1.917 e a década de 1.930, com foco no avanço paulista nestas três áreas. A construção do prédio, por si só, tinha a intenção de mostrar a grandeza econômica e política de São Paulo na primeira metade do século XX.

O prédio foi também Delegacia de Polícia, prisão (que ficava na área do claustro, onde está o borboletário), sede da Assembleia Legislativa e também sede da Prefeitura de São Paulo (entre 1992 e 2004).

Com a instalação do Museu Catavento, o Palácio voltou a ter suas funções originais como espaço de exposição! 

4. A NOSSA VISITA:

 Nós passamos literalmente o dia todo no museu! Chegamos um pouco antes da bilheteria abrir e só saímos de lá faltando uns 20 minutos para o museu fechar!

Compramos os nossos ingressos de entrada e depois nos dirigimos para o balcão de retirada dos ingressos para as atrações internas do museu. Escolhemos “Viagem ao Fundo do Mar” e “Aventura no Sistema Solar”.

Como o nosso primeiro evento fechado era às 11:00 da manhã, fomos conhecer primeiro o pátio externo, onde ficam os meios de transporte. No pátio estão diversas locomotivas, como por exemplo, uma Maria Fumaça.

museu catavento

Maria Fumaça, na área externa do museu (Foto: Tissiana Souza).

Na tenda estão os locomóveis do início do século XX, que eram geradores de energia movidos pelo vapor. Também encontramos na tenda antigos veículos de coleta de lixo e limpeza urbana, que eram movidos por animais.

museu catavento

Veículos utilizados para limpeza urbana, na externa do museu (Foto: Tissiana Souza).

O transporte aéreo também é lembrado, com o avião “Bandeirante”, o primeiro modelo fabricado no Brasil pela Embraer. O primeiro voo do Bandeirante foi realizado em 1.972. O alcance de voo dessa aeronave é de 1.850 km e a velocidade máxima atinge 418 km/h. As dimensões são: 15,08 m de comprimento e 4,92 m de altura.

Outro destaque é o DC-3, avião que aparece nas cenas finais do filme “Casablanca”, e que foi utilizado na frota da antiga empresa aérea Vasp até o início da década de 1.970.

museu catavento

O DC-3, avião que ficou eternizado pelo filme "Casablanca" (Foto: Tissiana Souza).

No pátio pudemos ainda “Cochichar a 30 metros”. Duas pessoas sentam cada uma numa espécie de antena parabólica a 30 metros de distância e falam no telefone sem fio! É muito legal e realmente funciona!

No jardim externo também há uma Turbina Pelton usada em usinas hidrelétricas com pouco volume de água e grande altura. Este tipo de turbina foi empregada entre 1926 e 1975 na Usina Henry Borden, de Cubatão – SP.

E também há uma casa onde você pode brincar com a ilusão de ótica de ser grande ou pequeno/alto ou baixo! Rende muitas fotos legais e muitas risadas! 

Antes de falar sobre as exposições do museu, vamos para as duas atrações que participamos: a “Viagem ao Fundo do Mar” e a “Aventura no Sistema Solar”. Essas atrações ficam no andar subterrâneo do museu.

A “Viagem ao Fundo do Mar” é um simulador de submarino, comandado pelo capitão que nos leva a uma viagem que sai do Brasil, chega ao Atlântico Norte, passa pelas geleiras do Ártico e vai até as profundezas da Fossa Mariana, a 11.000 m de profundidade no Oceano Pacífico. Durante a viagem, nós fomos os jovens cientistas que colhem amostras para futuras pesquisas e fotografam a fauna dos oceanos! É um programa interativo e de conhecimento, com 40 minutos de duração. Esta atividade educativa faz parte da Seção “Vida”.

museu catavento

Nós no cenário da Viagem ao Fundo do Mar.

Na “Aventura no Sistema Solar”, nós viajamos por uma nave espacial que decola do jardim do Museu Catavento e passa pela Lua, pelo Telescópio Huble, pela Estação Espacial Internacional e pelo planeta Marte em busca de vida extraterrestre! Há um telão na sala que mostra o espaço sideral e o nosso planeta Terra visto a quilômetros de distância. Nós fomos os ajudantes do comandante na missão! Essa atividade também tem uma duração de cerca de 40 minutos e faz parte da seção “Universo” do museu.

Focando agora na nossa visita áreas expositivas no interior do Museu Catavento, o que inicialmente posso dizer é que tem muita informação no local! Para nós adultos, foi como retornar aos tempos de escola e recordar coisas que aprendemos há muitos anos! Para as crianças e adolescentes, o museu mostra as disciplinas escolares em uma perspectiva diferente! A interação com os objetos é uma forma de aprender brincando, o que permite que o conhecimento se torne algo muito mais atrativo e interessante!
O museu apresenta 4 seções: Universo, Vida, Engenho e Sociedade.

-Seção Universo:

Na parte de Astronomia, os visitantes aprenderão sobre as galáxias, a história da Astronomia, sobre a chegada do Homem à Lua, ver explicações sobre as estrelas e suas constelações, entender os buracos negros. Inclusive, é possível escutar o “barulho das estrelas” e saber mais sobre o astro-rei Sol.

museu catavento

Representação do interior do Sol (Foto: Tissiana Souza).

Há um fragmento de meteorito real no museu! Ele tem cerca de 6.000 anos e foi encontrado em Campo del Cielo, na Argentina, no ano de 1.576. O mais legal é que nós podemos tocá-lo! Depois que você tocar o meteorito, cheire a sua mão: sentirá cheiro de ferro! Ferro vindo do espaço sideral!

museu catavento

Um meteorito de verdade! (Foto: Tissiana Souza)

Na subseção Terra, conhecemos mais sobre o nosso planeta! Aqui, todos têm a oportunidade de conhecer algumas rochas e minerais, aprender a divisão interna da Terra (Crosta, Manto, Núcleo Externo, Núcleo Interno), conhecer os 6 principais biomas brasileiros (Mata Atlântica, Caatinga, Cerrado, Pantanal, Floresta Amazônica e Pampas), explorar uma Caverna, reconhecer as diversas formas que estão na superfície terrestre, como chapadas, vulcões, rios meândricos, cordilheiras, deltas, etc.

museu catavento

O Planeta Terra visto em camadas (Fotos: Tissiana Souza).

Há também uma sala dedicada ao entendimento do relevo da Terra em 3D. Há uma caixa de areia onde os visitantes podem criar o relevo que quiserem, e o sensor gera curvas de nível sobre as formas criadas. As cores mais quentes (marrom, vermelho) representam as áreas mais altas. Como geógrafa, adorei essa parte! 

Seção Vida:

Esta seção é uma verdadeira aula de ciências e biologia!

Os aquários trazem um pouquinho da vida marinha para o interior do museu! As crianças ficaram alucinadas ao ver o peixe-palhaço, que nós conhecemos como Nemo (por causa do filme “Procurando Nemo”).

As lupas no entorno dos aquários permitem que os visitantes observem o comportamento dos animais em maiores detalhes.

A parede com a Origem da Vida nos mostra a posição dos animais na cadeia de evolução dos seres vivos! Uma outra parede nos mostra a classificação dos seres vivos, partindo do grupo menor, que é a espécie, até chegar ao domínio! As aulas de biologia foram recordadas!

museu catavento

A evolução das espécies (Foto: Tissiana Souza).

Células, vírus, DNA, clonagem, olfato, corpo humano, gravidez e funcionamento dos órgãos também fazem parte da seção Vida!

Há um intestino em grandes proporções, para que andemos dentro dele! Você já tinha pensado em caminhar dentro de um intestino?! Se sua resposta foi não, saiba que a gente também não imaginava que iria fazer uma caminhada dessas!

museu catavento

Caminhando dentro de um intestino humano! (Foto: Tissiana Souza).

Na seção Vida há uma vitrine de exposição com mais de 400 borboletas e mariposas e uma exposição de conchas do mar! Há também uma réplica em tamanho real de um tigre dente-de-sabre e de um casal de albatrozes. O albatroz é uma ave com até 3,50 m da ponta de uma asa à outra! 

museu catavento

Exposição de conchas na Seção Vida (Foto: Tissiana Souza).

Seção Engenho:

Nesta seção, a interação com os objetos em exposição é ainda maior! Aqui, a área de conhecimento mais focada é a física! Você verá todas as pessoas, tanto crianças como adultos, sempre se distraindo com os objetos em exposição!

museu catavento

Seção Engenho do Museu Catavento (Foto: Tissiana Souza).

Um pequeno balão colorido sobe ao teto do Catavento através do ar quente!

Na parte do Eletromagnetismo, passamos pela experiência de literalmente arrepiar os cabelos! Foi a primeira vez que participei dessa experiência!

museu catavento

Hora dos cabelos ficarem literalmente em pé! (Foto: Matheus Sabino).

Nos fluídos, os visitantes podem tentar fazer uma bolha de sabão que envolva o corpo!

Na subseção de luz e óptica, aprendemos sobre as cores primárias da física (Vermelho, Azul e Verde) e a decomposição da luz branca nas cores do arco-íris! Ainda temos a simulação de como enxergam as pessoas que têm miopia e hipermetropia!

Na sala das ilusões, nos divertimos com as diversas ilusões de óptica que confundem nosso cérebro e com a Casa Maluca, onde é impossível ficar completamente encostado na parede!

É possível “ver” o som, através de bolinhas de isopor dentro de um tubo, que se movimentam de maneira diferente quando o som é grave, médio ou agudo! Também existem tubos que através da propagação do ar em seu interior emitem as notas musicais! 

Seção Sociedade:

Esta seção está no piso superior do museu e sua maior parte estava fechada para reforma. Apenas a parte falando dos efeitos das drogas no corpo humano estava funcionando!

Conseguimos assistir mais uma atração antes de ir embora: o "Laboratório de Química"! Aqui, os monitores fazem algumas experiências com a ajuda dos visitantes.

Também há um terraço, de onde é possível ver de cima a área do claustro, onde está o Borboletário

museu catavento

Borboletário do Museu Catavento (Foto: Tissiana Souza).

Após a visita chegamos à conclusão de que para ver todo o acervo com atenção e calma é preciso ir mais de uma vez ao Catavento! A quantidade de informações é muito grande, mas o espaço é tão interativo que voltar ao museu com certeza seria como estar lá pela primeira vez novamente! Indicamos o passeio para adultos, crianças, idosos, adolescentes! Enfim, é um passeio para todas as idades!

Conseguimos entender porque o Museu Catavento está na lista de melhores museus do Brasil! É um lugar simplesmente fantástico!

Endereço

Av. Mercúrio, s/n - Pq Dom Pedro II, Brás, São Paulo - SP- CEP 03003-060.
Telefone: (11) - 3315-0051

Preços para o ano de 2016

Adultos: R$6,00
Meia-entrada: R$3,00 (Aposentados e idosos; crianças de 4 a 12 anos; estudantes com carteirinha e agente escolar; pessoas com deficiência)

Gratuito aos sábados.

Horário

De terça-feira a domingo, das 09:00 às 17:00 horas.
A bilheteria fecha às 16:00 horas.

Para mais informações

Museu Catavento Cultural e Educacional:
http://www.cataventocultural.org.br/home

Mapa de Transporte Metropolitano de São Paulo:
http://www.metro.sp.gov.br/pdf/mapa-da-rede-metro.pdf

Adicionar um comentário

%d blogueiros gostam disto: