Conhecendo o Centro Histórico de Aracaju, SE

As capitais dos Estados brasileiros sempre merecem uma visita ao Centro Histórico! E com Aracaju não foi diferente!
Partimos da Orla de Atalaia, pegando um circular no ponto próximo à Delegacia de Turismo e à Praça de Eventos. O circular demorou para passar! Fomos para o centro com a Linha 08 – Lot. Porto Sul/B. Industrial e descemos na Av. Rio Branco, em uma espécie de terminal. Outra opção é a linha 51 – Atalaia/Centro, e descer no mesmo lugar.
Fomos ao centro no dia 31 de dezembro e os prédios históricos estavam fechados, já que era véspera de Ano Novo.
Passamos pela Praça General Valadão, onde fica o Centro Cultural de Aracaju (antiga Alfândega), e seguimos em direção aos Mercados Municipais, que foram construídos na área do antigo porto da cidade.

 

A antiga alfândega, que hoje é o Centro Cultural de Aracaju (Foto: Tissiana Souza).


São três mercados municipais. O Mercado Antônio Franco e o Mercado Thales Ferraz são formados por lojinhas de artesanato, bancas de flores, produtos comestíveis e restaurantes. Tudo é setorizado e bem organizado!
O Mercado Antônio Franco foi construído como parte do planejamento de Aracaju como sede estadual. Já o Mercado Thales Ferraz foi construído em 1948, com arquitetura semelhante à do outro mercado (Fonte: Prefeitura de Aracaju).
No centro do Mercado Thales Ferras está a Torre do Relógio, visível de diversos pontos.

 

mercado thales ferraz

A Torre do Relógio, no Mercado Thales Ferraz (Foto: Tissiana Souza).


Atravessamos a praça e seguimos para o Mercado Municipal Albano Franco, onde são vendidas frutas, verduras, pimentas, e grãos.
Também segue um modelo de setorização, com as partes de peixes e frutos do mar em um galpão específico e as carnes vermelhas em outro galpão. Há uma parte do mercado voltada para venda de ração e de viveiros de aves. Já na parte final do mercado, há vendedores de caranguejos. Este mercado foi construído no final do século XX, como parte do plano de revitalização da cidade (Fonte: Prefeitura de Aracaju).
Retornamos para o Mercado Antônio Franco, onde almoçamos uma porção de carne de Sol.

 

 

caju aracaju

Um dos muitos cajus que estão espalhados pela cidade! (Foto: Tissiana Souza).


Pegamos a direção do terminal de circulares onde descemos, viramos à direita na Rua das Laranjeiras, um calçadão comercial da cidade, passamos pela Igreja de São Salvador, viramos à esquerda na Rua João Pessoa até chegarmos à Praça Fausto Cardoso – a mais antiga da capital - onde está o Palácio-Museu Olímpio Campos, a antiga sede do governo do estado, e o Palácio Inácio Barbosa, a antiga prefeitura.

 

A Praça Fausto Cardoso, no centro histórico de Aracaju (Foto: Tissiana Souza).


O Palácio-Museu Olímpio Campos é um patrimônio do estado de Sergipe, e foi inaugurado em 1863. Era o palácio provincial e depois a sede do Governo do estado de Sergipe e residência do Governador (Fonte: Palacio-museu Olímpio Campos).
 

palacio museu olimpio campos

Palácio Museu Olímpio Campos, antiga sede do governo do estado (Foto: Tissiana Souza).

 

Hall de entrada do Palácio-Museu Olímpio Campos (Foto: Tissiana Souza).


Ao lado do Palácio Olímpio Campos está o Palácio Inácio Barbosa, do início do século XX. O nome foi dado em homenagem ao fundador da cidade de Aracaju.

 

palácio inácio barbosa

Palácio Inácio Barbosa, antiga sede da Prefeitura (Foto: Tissiana Souza).


Em frente à Praça Fausto Cardoso está a Ponte do Imperador, construída em 1859 para a recepção de D. Pedro II em sua passagem pelo Sergipe. Era um atracadouro de madeira para o vapor Apa, no qual chegou o Imperador e sua comitiva. Seu aspecto atual só foi adquirido em 1920, durante o Centenário de Emancipação Política de Sergipe (Fonte: IBGE).
Seguimos para a Praça Olímpio Campos, onde está a Catedral Metropolitana de Nossa Senhora da Conceição, datada de 1862. Possui um interior completamente pintado em tons de azul e lilás, que dão perspectiva em terceira dimensão. As quatro colunas próximas à entrada estão apontando uma necessidade urgente de restauração desta Igreja, que é sem dúvidas uma belíssima construção!

 

catedral metropolitana de aracaju

Fachada da Catedral Metropolitana de Aracaju (Foto: Tissiana Souza).

 

catedral metropolitana de aracaju

Interior da belíssima Catedral Metropolitana (Foto: Tissiana Souza)


Aproveite a ida ao centro para tirar fotos do rio Sergipe com a Ponte João Alves ao fundo!
Para voltarmos de circular, acabamos fazendo um trajeto que não sabemos se é o melhor. Pegamos um ônibus que acabou sua linha no Terminal DIA. Lá, pegamos um outro ônibus para chegar até o Terminal Zona Sul da Atalaia, que fica próximo aos arcos da Orla de Atalaia.

Horário

Palácio Museu Olímpio Campos - Visitação

Terça a Sexta-feira, das 10:00 às 17:00 horas.
Sábados e Domingos, das 09:00 às 13:00 horas.

Para mais informações

Turismo em Aracaju:
http://www.aracaju.se.gov.br/

Palácio Museu Olímpio Campos:
http://www.palacioolimpiocampos.se.gov.br/

Adicionar um comentário

%d blogueiros gostam disto: