Como é um show de tango em Buenos Aires

Quando decidimos viajar para Buenos Aires, em 2013, assistir um show de tango era um programa que certamente não poderia ficar de fora da nossa lista!
Acabamos comprando um pacote em uma agência de turismo na Galerias Pacífico, que ficava próximo ao nosso hotel, e que incluía o transporte de ida e volta de van. Além disso, como já contamos anteriormente, era feriado de Carnaval em Buenos Aires e tudo (TUDO!!!) estava fechado! Não tínhamos muitas opções...

1. A HISTÓRIA DO TANGO:

Segundo o site Argentina.travel (Site Oficial do Turismo na Argentina) o tango é Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO desde 2009!
O tango é considerado mais que uma dança! É considerado também como uma linguagem – o lunfardo – relacionada com os imigrantes e arrebaldes porteños. É ainda um estilo de vida, um jeito de se vestir e de andar (Fonte: Argentina.travel).
O tango surgiu no final do século XIX, nos prostíbulos e nas periferias de Buenos Aires. Inicialmente, os pares eram formados apenas por homens. Ana Lucia Santana, em artigo para o site Info Escola, afirma que a popularização da dança começou pelas classes operárias, e no início do século XX, com a chegada do tango à Europa por marinheiros franceses, passou a ser também o ritmo das classes mais ricas.
Segundo o site do Governo da Cidade de Buenos Aires, o tango é uma mistura de diversas culturas: africana, europeia (principalmente espanhóis e italianos), culturas locais dos gaúchos e povos originários e do Oriente Médio.
O principal instrumento do tango, o bandoneón – aquela espécie de sanfona – é um instrumento originalmente criado na Alemanha que era usado em músicas religiosas. Isso é uma mostra da grande diversidade deste ritmo!
O maior expoente do tango é Carlos Gardel, cantor e compositor que morreu precocemente em um acidente aéreo aos 45 anos (Fonte: Ana Lucia Santana – Info Escola).
Ana Lucia Santana afirma também que o tango ganhou um novo fôlego recentemente, quando seus acordes característicos foram mesclados com música eletrônica, inaugurando um novo ritmo, o “eletrotango”.
O tango é uma dança sensual, e ao mesmo tempo, com ares de sofrimento e de saudade.
Em diversos locais da cidade é possível ver casais bailando, como por exemplo, na Feira de San Telmo.

Gosta do ritmo? Existe uma rádio argentina, a 2x4 que dedica-se ao ritmo porteño! 
http://www.buenosaires.gob.ar/la2x4

2. MADERO TANGO:

O Madero Tango, nossa escolha para assistir a um show de tango, fica localizado no icônico Puerto Madero. O local tem uma vista noturna muito bonita!

 

Visão noturna do Puerto Madero (Foto: Tissiana Souza).

 

Madero Tango, casa de shows de tango de Buenos Aires (Foto: Tissiana Souza).

 

Entrada do Madero Tango.

Chegamos cedo e sentamos em uma mesa ótima, localizada próximo ao palco. A mesa era para 8 pessoas e sentamos com outros casais desconhecidos, todos brasileiros!

 

Nós esperando nosso jantar! (Foto: Tissiana Souza).

A vantagem de chegar cedo foi poder fazer nossos pedidos do jantar com calma e comermos antes que o espetáculo começasse. As pessoas que chegaram mais tarde comeram durante o show e tiveram que dividir suas atenções entre a dança e os pratos de comida.
O palco é uma representação do Caminito, com casinhas coloridas, flores e escadarias.

 

Palco do Madero Tango (Foto: Tissiana Souza).

Os preços variam de acordo com a localização das mesas. R$90,00 é o preço mais acessível, somente para o show. Já para os jantares, os preços variam entre R$200,00 (Jantar show plateia) até R$720,00 (Jantar show premium).
Na época, me lembro que pedimos Delícia de San Juan (empanadas argentinas) na entrada, bife de chorizo no prato principal e na sobremesa, Doce Lembrança Argentina. Hoje esse cardápio faz parte do Jantar Show Executivo. Além disso, como bebida, podíamos optar por um copo de vinho ou uma garrafa de água ou uma cerveja.
Como nosso primeiro show de tango, nós amamos! O show tinha muitas trocas de roupa, alternância de casais, eletrotango, um dançarino solo. Os cantores e a orquestra também eram excelentes! O ritmo é realmente muito envolvente!
Um dos destaques da noite, certamente de arrepiar, foi quando a cantora da casa de espetáculos cantou “No llores por mi Argentina” (Não chores por mim Argentina), com um lindo vestido da cor da bandeira do país.
Outro detalhe muito interessante é que em determinados momentos do espetáculo, as cortinas no fundo da casa de shows se levanta, revelando a vista do Puerto Madero ao fundo.
Saímos de lá satisfeitos, pois comemos bem e nos emocionamos com o espetáculo!

Endereço

Avenida Alicia Moreau de Justo, 2150 – Capital Federal.

Preços para o ano de 2017

Somente show - R$90,00
Jantar show plateia - R$200,00
Jantar show executivo - R$500,00
Jantar show vip - R$580,00
Jantar show premium - R$720,00

Para mais informações

Adicionar um comentário

%d blogueiros gostam disto: