A simpática Ponte de Lima

O norte de Portugal sempre proporciona boas surpresas! Suas pequenas cidades reservam grandes descobertas!
Já contei em postagens anteriores que eu e o Matheus alugamos um carro quando ele foi me visitar em Portugal e, durante um final de semana, saímos pela região conhecendo as cidadezinhas do interior do Norte do país.
Foi assim que vimos uma placa “Ponte de Lima, a vila mais antiga de Portugal” na rodovia e decidimos conhecer o lugar!
Ponte de Lima é um dos quatro municípios integrantes do Vale do rio Lima. Os outros três são Viana do Castelo, Ponte da Barca e Arcos de Valdevez (Fontes: visitportugal / Vale do Lima).
O município de Ponte de Lima está na rota portuguesa do caminho a Santiago de Compostela e está inserida na região produtora do Vinho Verde (meu vinho predileto!).
Ponte de Lima está 400km distante de Lisboa. São quase 4 horas de viagem de carro. A distância da cidade do Porto é de cerca de 90 km.

1. COMO CHEGAR:

O acesso para Ponte de Lima é feito pela Rodovia A3.
Pegue o acesso para a N203 (P. de Lima/Gemieira), passe pelo pedágio e, ao chegar na rotatória, pegue a 1ª saída (P. de Lima/Viana do Castelo) e você estará na Rodovia N203 (pista simples). Siga as placas que indicam P. de Lima/Viana do Castelo até a rotatória onde há uma placa indicando Ponte de Lima à direita (entrada para Av. António Feijó).
Vire à esquerda na Rua Cândido da Cruz, depois à direita na Rua Agostinho José Taveira, novamente à direita no Largo António de Magalhães. Você chegará ao Passeio 25 de Abril, na margem do rio Lima.

2. UM POUCO DE HISTÓRIA:

E esta é mesmo a cidade mais antiga de Portugal?
A resposta é sim!!! A rainha D. Teresa outorgou em 4 de março de 1125 uma carta foral à vila, que na época era chamada de “Terra de Ponte” (Fonte: cm-pontedelima).
D. Teresa era mãe de D. Afonso Henriques, considerado o 1° Rei de Portugal. Portanto, Ponte de Lima é oficialmente mais antiga que a instituição do reino português.
Durante a Idade Média, no século XIV, o rei D. Pedro I mandou construir uma muralha em torno de Ponte de Lima, com 10 torres de observação, 2 cubelos, 6 portas e 600 m de perímetro (Fonte: Vale do Lima).
A vila era considerada como um ponto estratégico de defesa do território português (Fonte: cm-pontedelima).

3. O QUE CONHECER?

A simpaticíssima Ponte de Lima não decepciona!
Seu centro histórico é cheio de flores e construções de diferentes períodos da história (há construções barrocas, neoclássicas, góticas e oitocentistas) com, no máximo, 3 andares. Estas edificações transportam seus visitantes a um tempo passado!
Outro fator surpreendente é a tranquilidade de se caminhar pelas ruas estreitas e largos, promovendo um encantamento a cada metro observado!
Comece suas andanças pelo Passeio 25 de Abril, a rua que fica na margem esquerda do rio Lima. Nesta rua estão situados muitos pontos interessantes da cidade!

Inicie o passeio pela Alegoria às Feiras Novas e ao Folclore, uma escultura com homens e mulheres com instrumentos musicais e vestimentas típicas de Portugal, característicos da região Norte.

ponte de lima

Monumento dedicado ao povo português e sua cultura (Foto: Tissiana Souza).

Alguns metros afrente você encontrará o batalhão de soldados, que fazem parte da lenda do Rio do Esquecimento (vou contar esta história depois, aguarde!)

ponte de lima

O batalhão de soldados romanos (Foto: Tissiana Souza).

Quase em frente aos soldados está a Torre da Cadeia Velha, uma das torres que restou da antiga muralha. No século XVI, no reinado de D. Manuel I, a torre passou a ser usada como prisão (Fonte: Visite Ponte de Lima), e atualmente é o Centro de Informação ao Turista. Dê uma paradinha na torre e pegue um mapa da cidade!

ponte de lima

Torra da Cadeia Velha, atual centro de atendimento ao turista (Foto: Tissiana Souza).

Ainda no Passeio 25 de abril você verá mais uma estátua que ressalta o povo português: é o monumento às Memórias do Campo, que mostra 2 casais trabalhando na aragem da terra com o auxílio de um boi.

ponte de lima

O primeiro monumento que vimos na cidade (Foto: Tissiana Souza).

A cerca de 60 metros das estátuas está o Pelourinho, que segundo o site do Patrimônio Cultural de Portugal estaria fora dos domínios da antiga muralha. É quinhentista e teria passado pelas primeiras restaurações em 1775. Outras reformas vieram ao longo dos anos, sendo que sua configuração atual é do século XX. É feito em granito e apresenta as armas de Portugal. Perto do Pelourinho, no cruzamento do Passeio 25 de Abril com a Rua do Postigo, está outra torre remanescente da muralha: a Torre de São Paulo, do século XIV (Fonte: Visite Ponte de Lima). É interessante observar as marcações das cheias do rio Lima, de 1909, 1959 e 1987. A maior cheia foi no ano de 1909.

ponte de lima

Torre de São Paulo (Foto: Tissiana Souza).

Você chegará ao Largo de Camões, em frente à ponte. Segundo o site Vale do Lima, o largo foi construído na década de 1920, no local onde até a segunda metade do século XIX se encontrava a muralha da cidade (Fonte: Vale do Lima).
No Largo de Camões você também encontrará o Chafariz Nobre, datado do ano de 1603 (Fonte: Vale do Lima). Seu posicionamento original era o Largo Dr. António Magalhães, e a transferência para o Largo de Camões ocorreu em 1929 (Fonte: Vale do Lima).

ponte de lima

Largo de Camões (Foto: Tissiana Souza).

Chegou a hora de atravessar o grande cartão postal da cidade! A ponte medieval, que dá o nome à cidade! Com certeza, a ponte é uma das vistas mais bonitas do local! É o monumento que marca a visita e o ponto auge do passeio!

ponte de lima

Atravessando a ponte medieval! (Foto: Tissiana Souza)

ponte de lima

A famosa Ponte medieval, que dá nome a Ponte de Lima (Foto: Tissiana Souza).

Segundo o site da Câmara Municipal (Prefeitura), esta construção era a única passagem segura do rio Lima durante a Idade Média!
Conforme o site Visite Ponte de Lima, há dois mil anos existe uma passagem de ligação entre as margens do rio Lima! A construção da atual ponte começou no reinado de D. Dinis, no ano de 1316. Já estava concluída em 1359, ano em que o rei D. Pedro I visitou a vila e ordenou a edificação da muralha.
Observe o rio Lima e suas águas! É bem provável que você veja alguém pescando ou pessoas praticando canoagem!
Do outro lado da ponte está a Igreja de Santo Antônio da Torre Velha, do século XIX (Fonte: Visite Ponte de Lima). Bem pertinho dali está a Capela do Anjo da Guarda, do século XIII, com origem românica e gótica (Visite Ponte de Lima).

ponte de lima

Igreja de Santo Antônio da Torre Velha, vista da ponte medieval (Foto: Tissiana Souza).

ponte de lima

Capela do Anjo da Guarda (Foto: Tissiana Souza).

ponte de lima

Igreja de Santo Antônio da Torre Velha (Foto: Tissiana Souza).

Deste lado do rio, você encontrará o soldado solitário montado em seu cavalo, que também faz parte da lenda do Rio do Esquecimento.

ponte de lima

O soldado solitário da lenda do Rio do Esquecimento (Foto: Tissiana Souza).

Uma placa à beira do rio Lima resume a história:

Lenda do Rio Lethes, o Rio do Esquecimento

“Comandadas por Decius Junius Brutus, as hostes romanas atingiram a margem esquerda do Lima no ano 135 a.C.
A beleza do lugar as fez julgarem-se perante o lendário Rio Lethes, que apagava todas as lembranças da memória a quem o atravessasse.
Os soldados negaram-se a atravessá-lo. Então, o comandante passou e, desta margem, chamou a cada soldado pelo seu nome. Assim lhes provou não ser esse o Rio do Esquecimento”. (Evocação inaugurada pelo Presidente da Câmara Municipal, Daniel Campelo, 10-6-2009).

Volte para o Largo de Camões, siga pela Rua Inácio Perestrelo e você chegará ao Jardim Adelino Sampaio, onde está a sede da Câmara Municipal (Prefeitura) de Ponte de Lima.
Continue pela Praça da República até a Av. António Feijó. Observe a estátua de D. Teresa, aquela que “fez vila o local de Ponte”, “...mãe de reis e avó de impérios...”!
Próximo dali está o Paço do Marquês de Ponte de Lima. A edificação, do século XV, seria a antiga Alcaidaria-Mor (lugar onde ficava o governante da vila). Sua posição mais alta indica hegemonia sobre a vila (Fonte: Vale do Lima, 2012).

ponte de lima

Paço do Marquês de Ponte de Lima (Foto: Tissiana Souza).

Pegue a Rua Cardeal Saraiva, novamente em direção ao rio Lima e você chegará à Igreja Matriz de Ponte de Lima – a Igreja da Misericórdia! D. João I mandou edificar a igreja em 1425 e foi concluída provavelmente em 1446. Segundo Vale do Lima (2012), esta edificação apresenta uma mistura de estilos: o portal de entrada principal da igreja é gótico e a rosácea acima dele é do século XVIII. Já a pia batismal no interior do templo tem estilo manuelino.

ponte de lima

Igreja Matriz de Ponte de Lima (Foto: Tissiana Souza).

Com este último monumento, você pode concluir um tour por Ponte de Lima!
Você poderá tentar não ficar apaixonado/a pela pequena cidadezinha. Só digo uma coisa: será amor à primeira vista!

Para mais informações

Visite Ponte de Lima:
http://www.visitepontedelima.pt/

Visit Portugal:
https://www.visitportugal.com/

Câmara Municipal de Ponte de Lima:
http://www.cm-pontedelima.pt/

Vale do Lima:
http://www.valedolima.com/

Adicionar um comentário

%d blogueiros gostam disto: