O Santuário de Santa Paulina em Nova Trento, SC

O município de Nova Trento está localizado no interior do estado de Santa Catarina, a cerca de 80 km de Florianópolis.
Com pouco mais de 13.500 habitantes, Nova Trento é a Capital Catarinense do Turismo Religioso, com dois santuários reconhecidos pela Igreja Católica: o Santuário de Nossa Senhora do Bom Socorro e o Santuário de Santa Paulina.
Visitamos o Santuário de Santa Paulina, conhecido nacional e internacionalmente. Segundo o site da Prefeitura de Nova Trento, o Santuário recebe cerca de 70 mil pessoas por mês.

 

Santuário de Santa Paulina (Foto: Tissiana Souza).

 

1. QUEM FOI SANTA PAULINA?

Amábile Lucia Visintainer era uma imigrante da região de Trento (Itália) e que chegou com a família no Brasil aos 9 anos de idade, em 1875.
Aos 25 anos, Amábile opta por seguir sua vocação religiosa e funda a Congregação das Irmãzinhas da Imaculada Conceição, dedicada aos cuidados de pessoas doentes e dar conforto aos que sofrem. Foi a partir de então que adotou o nome de Irmã Paulina.
Em 1903, já como Madre Paulina, muda-se para São Paulo, onde passa a cuidar de crianças órfãs, ex-escravos e pobres na região do Ipiranga. Viveu também por 9 anos em Bragança Paulista (interior de São Paulo), onde cuidou de asilados e doentes.
Faleceu aos 76 anos na Casa Geral, em São Paulo, em 9 de julho de 1942.
Seu primeiro milagre (1966) reconhecido foi a cura de uma mulher de Imbituba (SC), que apresentou uma hemorragia após um procedimento cirúrgico. O segundo milagre foi a cura de uma menina recém-nascida em Rio Branco (AC), em 1992, com um quadro de saúde grave aparentemente irreversível.
Em 2002, Madre Paulina foi canonizada na Praça de São Pedro (Vaticano), tornando-se a primeira santa do Brasil. Desde então, é Santa Paulina do Coração Agonizante de Jesus.

 

Estátua de Santa Paulina recepciona os visitantes (Foto: Tissiana Souza).

 

2. O SANTUÁRIO DE SANTA PAULINA

Mais do que um Santuário, o local é também considerado um parque ecológico.
Localizado no topo de uma colina, em ponto privilegiado, tem uma bonita visão dos arredores cercados de mata e do vale do Ribeirão do Vígolo.

 

O complexo fica localizado em meio a uma área serrana (Foto: Tissiana Souza).


O Santuário é também bastante arborizado, com jardins, fontes e monumentos que sempre remetem à vida de Santa Paulina.

 

Jardins e fontes fazem parte do complexo (Foto: Tissiana Souza).


O bairro de Vígolo ganhou repercussão nacional com a beatificação de Madre Paulina em 1991. Muitos romeiros passaram a visitar o bairro, sendo necessário cada vez mais melhorar a infraestrutura para atender a demanda de pessoas. Pensando nisto, em 2002, as irmãs da Congregação optaram pela construção do Santuário, que foi iniciado em outubro de 2003 e inaugurado em 22 de janeiro de 2006, após 926 dias de trabalho.

O complexo do Santuário de Santa Paulina é composto por uma diversidade de ambientes:
-Escadarias: proporcionando a primeira visão do Santuário, as escadarias têm 113 degraus. Dão um visual especial na chegada para a visita.
-Santuário: tem o formato de duas mãos unidas em oração, ou ainda de uma tenda, lembrando que os peregrinos são pessoas itinerantes. Tem capacidade para 6 mil pessoas (3 mil sentadas e 3 mil em pé).
-3 capelas anexas ao Santuário: a do Santíssimo, para 150 pessoas sentadas; a de Santa Paulina, com capacidade para 100 pessoas sentadas, apresenta a relíquia do osso de seu braço; e a Capela Penitencial, onde as pessoas aguardam para se confessar.
-Passarela: liga o Santuário ao casebre.

 

Santuário visto a partir da passarela (Foto: Tissiana Souza).


-Casebre: é uma réplica do antigo casebre onde nasceu a Congregação das Irmãzinhas. Amábile (Paulina) e Virgínia receberam Ângela Viviani, uma senhora em estado terminal de câncer e cuidaram dela até seu falecimento.
-Capela das Irmãs: erguido no local original ocupado pelo casebre.

 

Capela das irmãs - aqui nasceu a Congregação das Irmãzinhas (Foto: Tissiana Souza).


-Casa do Colono: duas casas típicas da época em que Paulina viveu em Nova Trento, com utensílios típicos que os imigrantes italianos utilizavam.

 

Casa dos Colonos, típica dos italianos que habitavam a região no final do século XIX (Foto: Tissiana Souza).


-Casa das Graças: é a sala das promessas, onde pessoas deixam os objetos como agradecimento pelas graças alcançadas.
-Capela de Nossa Senhora de Lourdes: datada do final do Séc. XIX. Todo o seu interior é pintado por belos afrescos.

 

Capela de Nossa Senhora de Lourdes (Foto: Tissiana Souza).

 

Interior da Capela de Nossa Senhora de Lourdes (Foto: Tissiana Souza).


-Museu de Seda: réplica da antiga fábrica onde as irmãs e trabalhadores de Vígolo produziam sedas de padrão internacional, chegando a receber menções honrosas.
-Cenário Vivo da Vida de Santa Paulina: representação de fatos importantes da vida da Santa, desde o nascimento até a canonização.
-Bondinhos (Teleférico): com percurso de 440 metros, faz a ligação entre o Santuário e o Morro da Colina. Atente para os horários do bondinho (disponibilizamos o link nas informações), que são diferentes do horário de funcionamento do Santuário.

A estrutura do Santuário conta com sanitários, lojas, restaurante e lanchonete, posto de informações, posto de pronto atendimento e hotel (Mosteiro Park Hotel).

Endereço

Rua Madre Paulina, 3988, Bairro Vígolo, CEP 88270-000, Nova Trento, SC

Horário

Todos os dias, das 7:00 às 18:00 horas.

Missas

Segunda-feira - 11:00 horas;
Terça-feira a sábado - 11:00 e 15:00 horas;
Domingo - 08:00, 10:00, 14:00 e 16:00 horas

Preços para o ano de 2015

Gratuito

Para mais informações

Santuário de Santa Paulina:
http://www.santuariosantapaulina.org.br/

Turismo em Nova Trento:
http://www.novatrento.sc.gov.br/turismo/

Bondinhos Aéreos Parque Colina:
http://www.bondinhosparquecolina.com.br/


Adicionar um comentário

%d blogueiros gostam disto: