Minha 1ª experiência em um Resort – Park Royal Acapulco

 
 Vocês estão acostumados a ver aqui no blog que a gente sempre se hospeda em hotéis e pousadas. Nós também usamos muito o AirBnB pela facilidade de ter uma acomodação que seja legal e mais barata. Para mim, uma cama boa, um lugar limpo e um chuveiro quente já resolvem a situação! Mas é a primeira vez que relatamos a experiência de ficar em um Resort! E ainda por cima All Inclusive!

Em nossa viagem a Acapulco, pela 1ª vez na vida, euzinha fiquei hospedada em um Resort! Foi tudo novo para mim!

Nesta viagem passamos 1 semana no Park Royal Acapulco, que faz parte da rede hoteleira Park Royal Hotels & Resorts.

Foi uma viagem em família. Além do Matheus e eu, estavam nessa viagem minha cunhada e meus sogros.

A nossa hospedagem ficava a cerca de 20km do Aeroporto de Acapulco e utilizamos um serviço de van para o deslocamento. O trajeto foi um pouco demorado, pois chegamos no final da tarde na cidade, bem no horário de pico do trânsito. Além disso, a ligação entre a área da cidade onde fica o Aeroporto e a parte onde fica o resort é feita por uma rodovia, a Escénica Acapulco-Aeropuerto, que é uma pista simples em área serrana (contorna o Cerro Guitarrón).

Ficamos presos no trânsito bem na hora do Pôr-do-Sol, na Baía de Puerto Marquês. O Sol terminou mais um dia lindamente se escondendo atrás do Oceano Pacífico. Um Pôr-do-Sol lindo como aquele não aconteceu nos outros dias em que estivemos por lá.

Chegamos ao hotel já era noite! A recepção fica em um ponto alto e tem uma vista ma-ra-vi-lho-sa da Baía de Acapulco! Foi bem impactante!

Abaixo da recepção ficava um dos 3 restaurantes do hotel: o Baía. Neste restaurante era servido o café da manhã, entre 7:00 e 11:45 horas, e o jantar, das 18:30 às 22:30 horas. Todos os jantares eram temáticos: uma noite era comida mexicana, outra noite era comida japonesa, outra noite era comida italiana, etc. Mas sempre tinha também tinha outros tipos de comida: arroz, feijão, carnes, peixes, entre outros. Para quem não curte pimenta, atenção: muitas coisas eram bem apimentadas. A mesa de sobremesas era uma verdadeira tentação para mim!

No café da manhã sempre tinha comida também, além de pães, panquecas, ovo, bacon, café, leite, sucos (alguns de sabores “diferentões”, como tomate e pepino...) Os mexicanos fazem cada pratão de comida que desconcerta qualquer estrangeiro! 😀 😀 😀

O Restaurante tem uma vista muito boa da Baía de Acapulco. Sempre sentávamos perto dos vidros para fazer as refeições com a vista da cidade.

No andar abaixo do Restaurante Baía está outro restaurante do Resort: La Trattoria. Este restaurante só funciona na hora do jantar.

É necessário fazer reserva e tem um código de vestimenta, requisitando usar roupas formais. Na verdade, isso significa “não utilizar vestimentas de praia”. Usei sapatilha, uma blusinha mais bonitinha e saia. Para os homens, calça jeans com uma camiseta polo e um sapatênis já está ótimo.

É um restaurante do tipo À La Carte. Além da bancada com salada e frios, o cardápio inclui sopas e pratos italianos. Também serve sobremesas.

Funciona entre 19:00 e 23:00 horas.

***

Vamos para o quarto!? Vamos! Mas para isso, é preciso utilizar um funicular! É sério, nunca na vida imaginei que iria usar um funicular dentro de um hotel!

Na primeira parada está um acesso à piscina infantil e para alguns apartamentos.

Descemos na segunda parada. Nossos apartamentos eram bem em frente ao funicular. Que beleza!

Aliás, nossos apartamentos eram gigantescos, com dois banheiros, uma sala, quarto espaçoso com duas camas de casal, ar condicionado (essencial em Acapulco, pois a cidade é muito quente), banheira, TV a cabo, guarda-roupas, chuveiro a gás. Na varanda, duas cadeiras e a vista da piscina! Uh lá lá!!!

park royal acapulco

Nossa vista nada básica por uma semana (Foto: Matheus Sabino).

***

Nosso acesso para a piscina era muito fácil! E ainda tinha a praia privativa do Resort, pequenina, porém suficiente para quem gosta de ficar na areia.

park royal acapulco

Curtindo a piscina do Resort (Foto: Matheus Sabino).

park royal acapulco

Praia privativa do Park Royal Acapulco (Foto: Matheus Sabino).

park royal acapulco

O Resort visto da praia (Foto: Tissiana Souza).

À beira da piscina fica o terceiro restaurante: El Pescador. O foco deste restaurante são peixes e frutos do mar em serviço À La Carte, mas também há a opção do Buffet, que inclui saladas, outros tipos de carne, arroz, massas. Enfim, é possível morrer de tanto comer! Este restaurante tinha um ambiente bem agradável por ser ao ar livre.

Na piscina também há bares que servem as bebidas e uma área para pegar snacks, lanches, água.

Durante o dia, rolavam várias atividades de integração entre os hóspedes, como brincadeiras na piscina e vôlei na praia. Há também possibilidade de andar de caiaque na Baía de Acapulco.

park royal acapulco

Matheus e sua irmã navegando pela Baía de Acapulco (Foto: Tissiana Souza).

park royal acapulco

Matheus curtindo passeio de caiaque pela Baía de Acapulco.

Eu levei um livro para ler durante meus momentos de ócio, que foram muitos! Não levei notebook porque eu queria realmente ficar off de possíveis atividades de trabalho com o blog ou com o meu pós-doutorado.

Em cima do Restaurante El Pescador há um mezanino. Era um lugar muito gostoso de ficar, bem menos concorrido que a piscina e a vista da baía era bem legal!

park royal acapulco

Mezanino sobre o Restaurante El Pescador. Vista bonita da praia privativa e da Baía de Acapulco (Foto: Matheus Sabino).

***

Mas, nenhum local é assim tão perfeito! Tive uma intoxicação alimentar com a própria comida do Resort, que eu já relatei para vocês aqui e passei muito mal! Não consegui curtir a semana! Eu, por exemplo, não consegui participar das atividades de integração, algo foi meio frustrante para mim.

Duas coisas que eu realmente não curti no Resort:

1) OS CORVOS! Os corvos estão para o Resort assim como as pombas estão para nós! Eles eram uma verdadeira praga! Descuidou do snack, o corvo vem e come! Descuidou do lanche, o corvo vem e come também! Eles até roubavam os sachês de ketchup! Eu realmente não gostei disso. Nada contra os bichos, mas sinceramente isso gerava uma sensação estranha no meu estômago!

park royal acapulco

Corvos: bonitinhos e muito espertinhos! (Foto: Tissiana Souza).

Um dia fui à praia e próximo às palmeiras o cheio das fezes dos corvos misturados com a areia era enjoativo! Depois disso, voltei à praia uma ou duas vezes, mas só para dar uma observada rápida na baía.

2) A COMIDA “AMANHECIDA”! Todos os dias no café da manhã aparecia a comida do dia anterior. Eu demorei um pouco para detectar isso! Acredito que a forma de conservação dos alimentos é que tenha causado em mim uma intoxicação alimentar. Devo ter comido alguma coisa já meio passada, não percebi e acabei virando a “rainha do resort”!

Endereço

Costera Guitarron, 110, Fraccionamiento Playa Guitarron. 
Acapulco, Guerrero, México.
Código Postal 39880 

Adicionar um comentário

%d blogueiros gostam disto: