Uma visita inesquecível pela Ópera Garnier de Paris

Paris é sempre uma boa ideia”, disse Audrey Hepburn. Concordar com esta frase é quase uma unanimidade! São poucas as pessoas que conheço que não gostam da Cidade Luz.
Paris é a cidade monumental, dos grandes palácios, das grandes construções, dos grandes jardins. Tudo naquela cidade parece ser feito em proporções gigantescas! Paris é realmente algo fora do comum e descrever a cidade é um pouco difícil pela grandiosidade de todas as coisas!
Segundo o TripAdvisor Traveller’s Choice 2015, Paris é o 9º melhor destino do mundo. Para o European Best Destinations 2015, a cidade está entre os melhores destinos românticos do continente, é o 5º melhor destino europeu para compras e tem a 3ª melhor festa de Ano Novo.
Abrimos nossas postagens sobre a Capital da França com um passeio surpreendente: o Palácio Garnier, também chamada de Ópera Garnier. Perca-se pelos salões desta magnífica construção!

 

A Fachada do Palácio Garnier, em Paris (Foto: Tissiana Souza).

 

1. COMO CHEGAR: 

-Metrô: Estação Opéra (Linhas 8, 7, 3).
Estações no entorno: Madeleine (Linhas 14, 8, 12) e Chaussée d'Antin-La Fayette (Linhas 7 e 9)

-Trem (RER): Estação Auber (Linha A – Vermelha)

Entrada do Palácio Garnier:
A partir da estação de metrô Opéra, saia para a Place de l’Opéra e você estará em frente à fachada principal do Palácio. Siga para o lado esquerdo na Rue Auber. A entrada fica no cruzamento da Rue Auber com a Rue Scribe, no Pavillon de l’Empereur (local onde está o busto de Charles Garnier).

 

Busto de Charles Garnier, na entrada da Ópera (Foto: Tissiana Souza).


A compra dos bilhetes pode ser feita com antecedência no site da Opéra National de Paris (disponibilizamos o link nas informações) ou na máquina de autoatendimento do Palácio. No dia em que visitamos a Ópera não havia fila e foi bastante tranquilo fazer a compra.

2. O PALÁCIO GARNIER:

O Palácio Garnier é uma sala de ópera construída durante a renovação de Paris efetuada pelo Barão de Haussmann.
A Ópera leva o nome de seu criador, Charles Garnier, até então um jovem arquiteto de 35 anos desconhecido do grande público e que venceu o concurso feito para a construção do palácio.
A obra durou 15 anos (1860-1875) e foi paralisada diversas vezes por motivos políticos, como a guerra de 1870, a queda do regime imperial e a comuna.
Ao iniciar sua visita, você irá se surpreender com o hall de entrada – a Rotonde des Abonnés - e seu conjunto circular de colunas e um belíssimo mosaico no piso.

 

Rotonde des Abonnés, o hall de entrada da Ópera (Foto: Tissiana Souza).


Em seguida, você estará na Grande Escadaria, com 30m de altura, e um dos locais mais famosos do Palácio. As escadarias duplas foram construídas em mármore e levam à sala de espetáculos. Os candelabros dão um charme todo especial, mostrando um ar de riqueza e elegância do local!

 

Subindo as escadarias da Ópera Garnier (Foto: Tissiana Souza).

 

A Grande Escadaria da Ópera Garnier (Foto: Tissiana Souza).


O teto sobre as escadarias, com um claraboia central, apresenta pinturas relacionadas à música. Detalhe ainda para os candelabros menores que também circundam o teto.
Após subir as belíssimas escadarias, você terá acesso aos diferentes halls do Palácio, que são amplos e ricamente decorados.
No Hall Anterior você terá uma linda visão da grande escadaria! O teto apresenta pinturas e detalhes dourados, além dos belos lustres e das colunas de mármore.

 

O Hall Anterior do Palácio Garnier (Foto: Tissiana Souza).

As grandes escadarias, vistas do Hall Anterior (Foto: Tissiana Souza).


Dirija-se ao Grande Hall. Esta sala é maravilhosa, e diria que é tão linda quanto o Salão de Espelhos do Palácio de Versailles! Tem 18m de altura, 54m de comprimento e 13m de largura. É extremamente luxuosa, e foi idealizada por Charles Garnier ao estilo das galerias de castelos da idade clássica. O teto, de autoria de Paul Baudry, apresenta pinturas relacionadas com a música. A perspectiva do hall é ampliada pelo jogo de espelhos e janelas.

 

O Grande Hall, uma das salas mais bonitas do Palácio (Foto: Tissiana Souza).


Saindo para a Fachada da Ópera pelo Grande Hall, você verá a movimentação de pessoas no entorno da Place de l’Opéra e o trânsito pelas ruas de Paris que circundam a praça. Ao final da Avenue de l’Opéra você avistará o Museu do Louvre.

 

A Place de L'Opéra, em frente à fachada principal do Palácio (Foto: Tissiana Souza).


Passe pela Biblioteca-museu (Biblioteca Nacional da França), com uma coleção de obras de três séculos. Você passará pelas cuidadosamente organizadas estantes cheias de livros.

 

A Biblioteca, no interior da Ópera de Paris (Foto: Tissiana Souza).


Chegamos então na Sala de Espetáculos, com capacidade para 1900 espectadores. Os assentos em veludo vermelho proporcionam um ar glamouroso em contraste com os detalhes em dourado nos 5 andares de camarotes.
A sala apresenta formato típico de ferradura italiana.

 

A impressionante Sala de Espetáculos da Ópera Garnier (Foto: Tissiana Souza).

O palco da Sala de Espetáculos da Ópera Garnier (Foto: Tissiana Souza).


O espetacular teto foi pintado por Marc Chagall na década de 1960, e apresenta um lustre central de bronze e cristal de 8 toneladas e 340 luzes!

 

O belíssimo teto da Ópera Garnier! (Foto: Tissiana Souza).


Durante a visitação, a Sala de Espetáculos pode ficar fechada ao público, dependendo da programação artística do Palácio.
Conheça ainda o Salon du Glacier, uma sala redonda (rotunda) e iluminada pela luz solar. Este salão foi concluído no ano de 1900, após o término das obras do Palácio e remete ao estilo da Belle Époque. O teto apresenta pinturas de Clairin.

 

O Salão du Glacier (Foto: Tissiana Souza).


Além da possibilidade de conhecer os mais diversos salões que compõem o Palácio Garnier, você ainda terá acesso à exposição temporária que estiver em cartaz.
A estrutura de recebimento ao público conta com sanitários, porta-volumes e livraria-loja.

Endereço

Place de l'Opéra, Código Postal: 75009, Paris

Preços para o ano de 2015

Adultos: 11 €
Menores de 12 anos: Gratuito

Horário

Todos os dias, das 10:00 às 17:00 horas (última admissão às 16:30).
Do meio de Julho ao final de Agosto - das 10:00 às 18 horas (última admissão às 17:30).

Dias com espetáculos - das 10:00 às 13:00 horas (última admissão às 12:30).

Fechado em 1º de Janeiro, 1º de Maio, 25 de Dezembro.

Consultar o site para dias eventuais de fechamento.  

Para mais informações

Sobre horários, preços, compra de bilhetes, acesse o site da Opéra National de Paris (em francês ou inglês):
https://www.operadeparis.fr/

Mapa da rede de transporte metropolitano de Paris:
http://www.plandeparis.info/metro-paris/metro-paris.html

Adicionar um comentário

%d blogueiros gostam disto: