Brasília: Igrejinha de Nossa Senhora de Fátima

A simpática e intimista Igrejinha de Nossa Senhora de Fátima fica fora do Eixo Monumental. Mas isso não é empecilho para conhece-la! Se você estiver animado para uma caminhada, a Igrejinha fica a pouco mais de 3km da Torre de TV. Outra opção para chegar até este pequeno templo é descer na Estação 108 Sul do metrô (Linhas Laranja e Verde) e caminhar por cerca de 1km.

1. A LOCALIZAÇÃO DA IGREJINHA – SUPERQUADRAS 307/308 SUL:

A Igrejinha de Nossa Senhora de Fátima fica em um ponto emblemático das cidades de Brasília: entre as Superquadras 307/308 Sul.

A SQS 308 é considerada a quadra modelo de Brasília. Ela é a referência de como deveriam ser todas superquadras residenciais da cidade. Na SQS 308 foram seguidas rigorosamente as ideias do Plano Piloto de Lúcio Costa (Fonte: Prefeitura 308 Sul).

O paisagismo da SQS308 foi projetado por Roberto Burle Marx e os blocos residenciais, por Oscar Niemeyer, Sérgio Rocha, Marcelo Graça Couto Campelo, José Ricardo Abreu e Luiz Acioli.

Próximo à Igrejinha encontramos uma placa explicativa sobre a Unidade de Vizinhança, formada pelas Superquadras 307/308/107/108, pensada por Lúcio Costa e aplicada no local. Os edifícios residenciais contém 6 pavimentos, com faixas arborizadas de 20m de largura, intercalados por ruas comerciais.

superquadra

A Superquadra arborizada, com um prédio residencial ao fundo (Foto: Tissiana Souza).

Em 27 de abril de 2.009, a Unidade de Vizinhança formada pelas quatro superquadras residenciais foi tombada (Fonte: Prefeitura 308 Sul).

As superquadras eram os elementos básicos do Plano Piloto e deveriam conter aparelhos de atendimento aos seus moradores. Além do comércio local, há na Unidade de Vizinhança uma igreja, escola parque, clube de vizinhança, posto de saúde, jardim de infância, biblioteca e cinema.

Segundo a Revista GPS Brasília, quatro anos após a inauguração da Unidade de Vizinhança 307/308/107/108 houve o Golpe Militar. Com isso, o projeto das superquadras seguiram o Plano de Lúcio Costa, porém sem a construção de Unidades de Vizinhança como era previsto. Assim, o único local da cidade onde existe a aplicação deste modelo é o que engloba estas quatro superquadras.

2. A IGREJINHA NOSSA SENHORA DE FÁTIMA:

Projetada por Oscar Niemeyer no formato de um chapéu de freira, a Igrejinha de Nossa Senhora de Fátima teve sua pedra fundamental lançada em 26 de Outubro de 1.957 e foi construída em 100 dias! A inauguração ocorreu em 28 de junho de 1.958.

igrejinha de nossa senhora de fátima

Igrejinha Nossa Senhora de Fátima (Foto: Tissiana Souza).

A Igrejinha foi o primeiro templo religioso em alvenaria construído em Brasília. A iniciativa para a construção foi da Primeira Dama D. Sarah Kubitschek, em pagamento a uma promessa feita pela saúde de sua filha Márcia.

igrejinha de nossa senhora de fátima

Igrejinha Nossa Senhora de Fátima (Foto: Matheus Sabino).

A igrejinha apresenta uma delicadeza de traços e formas, que são ainda mais enriquecidos pela fachada revestida com azulejos feitos pelo artista Athos Bulcão.

Segundo o site da Fundação Athos Bulcão, a fachada da Igrejinha Nossa Senhora de Fátima foi o primeiro trabalho feito pelo artista para a cidade de Brasília e também é seu único trabalho figurativo feito em azulejos.

igrejinha de nossa senhora de fátima

Os belos e delicados azulejos projetados por Athos Bulcão (Foto: Tissiana Souza).

O que mais chamou a minha atenção foi observar que as tonalidades de azuis dos azulejos não se repetem! São tonalidades únicas! Há alternância entre azulejos com uma estrela de cor preta, que representa a Estrela de Belém (ou Estrela da Natividade) e o pássaro branco, que se refere ao Espírito Santo.

Os primeiros afrescos da igrejinha foram pintados por Alfredo Volpi, porém, foram cobertos por tinta em uma reforma na década de 1.960. Aparentemente, as bandeirolas pintadas pelo artista não foram aprovadas pelo clero e pelos fiéis. Mas outra hipótese é que Volpi executou a pintura em péssimas condições técnicas, o que teria levado à degradação rápida dos afrescos (Luciane Scotta, 2010). Segundo o IPHAN, durante o projeto de restauração do pequeno templo estudos apontaram que as pinturas de Volpi eram irrecuperáveis.

As pinturas atualmente presentes no interior da Igrejinha são do artista Francisco Galeno, feitas durante o projeto de restauração do templo católico em 2.009. Quando fomos à Igrejinha, estava fechada. Porém, através da porta de treliça vimos a pintura de Nossa Senhora de Fátima sobre uma parede azul atrás do altar.

igrejinha de nossa senhora de fátima

Interior da Igrejinha de Nossa Senhora de Fátima (Foto: Tissiana Souza).

Endereço

EQS 307/308, Asa Sul,
CEP: 70354-400, Brasília-DF.

Preço para o ano de 2017

Gratuito

Horário

Todos os dias, das 08:00 às 18:00 horas.

Para mais informações

Portal de Brasília:
http://www.df.gov.br/

Visite Brasília:
https://visitebrasilia.com.br/

Adicionar um comentário

%d blogueiros gostam disto: