Galway

A simpática cidade de Galway está localizada a cerca de 210 km de Dublin, na costa oeste da Ilha da Irlanda. É necessário atravessar o país para chegar até lá se sua base de hospedagem for a cidade de Dublin. E esse era o nosso caso!
Alugamos um carro por uma semana para nos deslocarmos pelo país e aproveitamos para ir até a cidade de Galway e também para conhecer os Cliffs of Moher.
Galway se formou a partir de uma vila de pescadores que ficava no encontro do rio Corrib com a Baía de Galway. Sua posição geográfica foi essencial para sua prosperidade econômica.
Hoje, Galway é uma cidade boêmia e cultural. É um destino turístico muito popular pelas suas praias.

1) COMO CHEGAR:

Saindo de Dublin, é necessário pegar as rodovias M4, M6, N6, R865 e R339. O trajeto inclui pedágios. E não se esqueça que na Irlanda é utilizada a mão inglesa no trânsito.

2) CAMINHANDO POR GALWAY:

Para conhecer um pouco de Galway, saímos para uma caminhada pelas ruazinhas da cidade. Não ficamos muito tempo por lá, pois no mesmo dia iríamos retornar para Dublin. Ainda assim, andamos bastante pela cidade.
Nós estávamos hospedados no Bunk Boutique Hostel Galway, na Forster St, próximo à Eyre Square (Praça Eyre). O hostel tinha um quarto pequeno e um banheiro privativo. Era limpo e bem organizado! Fizemos o nosso café da manhã no próprio hostel e depois saímos conhecer a cidade. O hostel ficava próximo ao Escritório de Turismo de Galway e a 200m da estação de trem da cidade.
Saímos para a direção esquerda na Forster St e andamos até chegar Eyre Square. A Forster St é uma rua com pubs, hotéis/hostels e vários restaurantes.

galway

A Eyre Square (Foto: Tissiana Souza).

A Eyre Square fica no coração da cidade de Galway, e é conhecida como John F. Kennedy Memorial Park, pois o Presidente dos Estados Unidos discursou para cerca de 100.000 pessoas nesta praça em 1963, em sua última viagem oficial antes de ser assassinado (Fonte: Galway Tourism).
O local onde hoje está a praça era usado nos tempos medievais pelos mercados a céu aberto. No ano de 1710, o prefeito Edward Eyre presenteou a cidade com o terreno da praça (Fonte: Galway Tourism).
Atravessamos a Eyre Square e viramos à esquerda na Williamsgate St (ponto de referência: Cafe Express). Depois seguimos pela William St, um calçadão cheio de lojas!
Passamos pelas estátuas de Oscar Wilde e Eduard Wilde. As estátuas datam de 1999 e são um trabalho do artista Tiiu Kirsipuu. Os dois escritores estão sentados em um banco de mármore, numa conversa que parece ser um pouco mais formal! Ambos estão bem vestidos de calças sociais, terno e sapatos. Há outra estátua exatamente igual em Tartu (Estônia). Apesar de terem o mesmo sobrenome, os escritores não são parentes e nunca se conheceram. As estátuas marcam a entrada da Estônia na União Europeia.

galway

Uma conversa entre os Wilde (Foto: Tissiana Souza).

Continuamos nossa caminhada pela William St, que depois passa a se chamar Shop St. Fomos até a St. Nicholas Collegiate Church. Esta igreja foi construída aproximadamente em 1320 e é considerada a maior igreja paroquial medieval na Irlanda. O santo homenageado, São Nicolau, é o padroeiro das crianças e dos marinheiros. Este santo inspirou a figura do Papai Noel. Outra curiosidade é que no ano de 1477, o navegador Cristóvão Colombo rezou no interior desta igreja.

galway

A Igreja medieval de São Nicolau (Foto: Tissiana Souza).

galway

Exterior da Igreja de São Nicolau (Foto: Matheus Sabino).

A St. Nicholas Collegiate Church abre todos os dias das 09:00 às 19:00 horas (Fonte: Galway Tourism).
Nossas andanças seguiram pela High St. A simpática ruazinha estava decorada com bandeirinhas das cores da bandeira irlandesa. Um verdadeiro encanto! Depois, a rua passa a se chamar Quay St.

galway

High Street decorada com as cores da bandeira da Irlanda. Um charme! (Foto: Tissiana Souza).

Atravessamos a Wolfe Tone Bridge sobre o rio Corrib e seguimos pela Canal Rd Lower e Upper, até chegarmos à Universidade Nacional da Irlanda (National University of Ireland).

galway

Rio Corrib, em Galway (Foto: Tissiana Souza).

A Universidade funciona desde 1849 e hoje tem cerca de 17.000 estudantes. Originalmente, a instituição de ensino se chamava “Queen’s College” e o nome atual é usado desde 1908. O campus universitário tem 259 acres e 90 edifícios (Fonte: Galway Tourism).
A Universidade tem uma arquitetura contrastante entre o antigo e o novo. O “Quadrangle”, um belo prédio com uma torre de bronze e um jardim interno é totalmente diferenciado do prédio bem mais novo à sua frente, o “Martin Ryan Marine Science Institute”, que é bem moderno e feito com vidros.

galway

National University of Ireland - Quadrangle (Foto: Matheus Sabino).

galway

Jardim interno do Quadrangle (Foto: Matheus Sabino).

Saindo da Universidade, pegamos a direção esquerda da University Rd/R863 para chegar até a Nuns Island (Ilha de Nuns). É nesta ilha que nós encontramos o ponto alto do nosso passeio: a Catedral de Galway!

galway

A bela Catedral de Galway, ponto auge da nossa caminhada (Foto: Tissiana Souza).

A entrada na catedral é gratuita, mas recomenda-se que seja doada uma quantia de 1€ pelos visitantes.
A Catedral parece ser um edifício bem antigo, mas na verdade, foi inaugurada em 1965. Tem pouco mais de 50 anos de existência!
Por ser o auge da nossa caminhada por Galway, vamos dar um pouco mais de detalhes sobre a catedral.

3) CATEDRAL DE GALWAY:

Segundo o site Galway Tourism, esta é a última catedral de pedra de seu tipo construída na Europa Ocidental. Sua aparência de um edifício antigo se deve ao estilo renascentista.
A Catedral de Nossa Senhora da Assunção e de São Nicolas foi construída no local da antiga prisão da cidade, que foi derrubada em 1949. Por isso, a rua onde está situada a Catedral se chama Gaol Rd (Rua da Prisão).
No ano de 1949, o arquiteto John J. Robinson foi nomeado o responsável pela construção da nova catedral. Em 1957, o Arcebispo de Armagh, o cardeal D. Alton benzeu o local onde a igreja foi construída e colocou a pedra fundamental do templo. Em fevereiro de 1958 foram iniciados os trabalhos e a catedral foi oficialmente inaugurada em 15 de agosto de 1965.
Um dos destaques da Catedral é sua cúpula com 44m de altura, situada bem acima do altar principal. Ela está sustentada por 4 grandes pilares onde estão pintados os arcanjos, funcionando como uma espécie de baldaquino.

galway

A cúpula da Catedral de Galway. A cor azul se destaca no interior do templo (Foto: Tissiana Souza).

Toda a Catedral foi construída com pedras de calcário. Já seu piso é de mármore de Connemara nas cores preto, marrom, vermelho e branco. Os 140 bancos foram feitos em mogno vindo da África ocidental. A capacidade da catedral é de 1500 pessoas sentadas.

galway

O belo interior da Catedral de Galway (Foto: Tissiana Souza).

O folder de visitação indica alguns pontos de interesse no interior do templo e vamos destacar alguns deles:
-Presbitério (Altar Principal): a Catedral de Galway tem formato em cruz latina, e o presbitério fica na junção dos braços da cruz. É feito de mármore e a cúpula azul está bem acima dele!
-Passagens da Via Sacra: talhadas em pedra branca de Portland, por Gabriel Hayes.

galway

Passagem da Via Sacra (Foto: Tissiana Souza).

-Órgão: foi feito pela empresa Liverpool Rushworth & Dreaper e inaugurado em 1966. Foi totalmente restaurado em 2004.
-Mosaicos: o mosaico de São José fica na capela em homenagem ao Santo, enquanto na Capela dos Mortos está o mosaico de Cristo Crucificado. São muito bonitos!

galway

O lindo mosaico de São José (Foto: Tissiana Souza).

-Vitrais: os vitrais em formato de flores remetem aos 3 mistérios do rosário (Dolorosos, Gozosos e Gloriosos).
-Portas: as 3 portas de bronze estão decoradas com passagens da vida de Jesus Cristo e com as origens da Igreja.

galway

Parte frontal da Catedral, com as 3 portas de bronze (Foto: Matheus Sabino).

A Catedral abre todos os dias, das 08:30 às 18:30 horas. Em certas datas, como Natal, a Catedral pode fechar mais cedo.

4) CONTINUANDO A CAMINHADA:

Saímos da Catedral de Galway e atravessamos a Salmon Weir Bridge. Conforme o site Galway Tourism, muitas pessoas se reúnem sobre essa ponte no verão para ver os salmões subirem o rio Corrib para desovar.

galway

A Salmon Weir Bridge, com a Catedral de Galway ao fundo (Foto: Matheus Sabino).

Seguimos pela St. Vicent Av, depois viramos à direita na St. Francis St, que passará a se chamar Eglinton St. Viramos à esquerda na Williamsgate Street para novamente chegar a Eyre Square.
Na esquina da Williamsgate Strret com a Eyre Square há um restaurante chamado Cafe Express. É um restaurante bastante aconchegante, onde almoçamos uma sopa e um lanche com recheio de carne de porco que era uma delícia! Descansamos um pouco para depois seguirmos viagem para Dublin.

Quer conhecer mais sobre Galway? Acesse o Mapa Turístico de cidade, onde há mais pontos históricos para serem conhecidos:
http://www.galwaytourism.ie/UserFiles/Image/galway-tourist-map.pdf?pdf=Galway-Map

Para mais informações

Discover Ireland (Descubra a Irlanda):
http://www.discoverireland.ie/

Galway Tourism:
http://www.galwaytourism.ie/

Catedral de Galway:
https://www.galwaycathedral.ie/

Adicionar um comentário

%d blogueiros gostam disto: