O que conhecer no Centro Histórico de Vitória, ES

Vitória, capital do Sstado do Espírito Santo, foi fundada 08 de setembro em 1551. A cidade é formada por um conjunto de 34 ilhas, sendo que a maior delas é a ilha de Vitória.
Quando eu, Tissiana, fui a Vitória em 2013, tive uma oportunidade rápida de conhecer o centro histórico.
Eu pouco tinha ouvido falar sobre a capital capixaba e me surpreendi positivamente com o que vi!
Em uma tarde consegui conhecer alguns patrimônios históricos da cidade. O centro apresenta inúmeros casarões antigos, ruas estreitas (que lembram as cidades portuguesas) e escadarias que ligam a cidade alta à cidade baixa. 
Por questões de um cronograma apertado, fui conhecer o centro histórico em uma segunda-feira, dia em que os edifícios estavam fechados para visitação. Ainda assim consegui dar uma olhadinha rápida no interior do Theatro Carlos Gomes e no túmulo simbólico de José de Anchieta.
Alguns dos pontos turísticos mais importantes do centro histórico de Vitória são: 

-Palácio Anchietalocalizado na cidade alta, é a sede do Governo do Estado do Espírito Santo desde 1798.
Datado do século XVI,  o edifício do atual Palácio Anchieta abrigou a Igreja e o Colégio de São Tiago. O Colégio era a sede administrativa e sede das missões dos jesuítas no Espírito Santo.
Em meados do século XVIII, com a expulsão dos jesuítas de Portugal e de suas colônias, os bens da ordem foram incorporados ao Governo. Assim, o colégio foi transformado em sede do governo, além de abrigar outros serviços, como Hospital Militar e Quartel.
A fachada principal do palácio, em estilo eclético, está direcionada para a Baía de Vitória.

 

Fachada do Palácio Anchieta, voltado para a Baía de Vitória (Foto: Tissiana Souza)


Em frente ao palácio está a escadaria Bárbara Lindemberg, de estilo neoclássico, fazendo a ligação entre a cidade alta e a cidade baixa.
No palácio encontra-se ainda o túmulo simbólico de José de Anchieta, no local onde era o altar-mor da antiga igreja. O jesuíta foi enterrado na igreja de São Tiago, porém seus restos mortais foram retirados em 1609 e teriam sido perdidos durante um naufrágio. Há uma relíquia do padre (hoje canonizado): um pedaço de fêmur. 

 

O túmulo simbólico de José de Anchieta, no interior do Palácio Anchieta (Foto: Tissiana Souza).


Visitas-guiadas: de terça-feira a sábado, das 9:00 às 17:00 horas; domingos e feriados, das 9:00 às 16:00 horas.
Endereço: Praça João Clímaco, s/n, Cidade Alta, Centro.

-Capela de Santa Luzia: é considerada a construção mais antiga de Vitória, datada do século XVI (provavelmente de 1537). Feita em pedra e cal de ostra, era uma capela particular da fazenda de Duarte Lemos. Passou por algumas modificações estruturais no século XVIII e o altar é do século XIX. Em 1946, foi tombada pelo IPHAN, transformando-se em patrimônio histórico-cultural brasileiro.
Endereço: Rua José Marcelino, s/n, Cidade Alta, Centro.

 

Capela de Santa Luzia, a contrução mais antiga de Vitória (Foto: Tissiana Souza).

 

-Catedral Metropolitana: construída entre 1920 e 1970 no local da antiga Igreja Matriz de Nossa Senhora da Vitória (1550), apresenta estilo neogótico. Além da belíssima fachada, os vitrais são o grande destaque desta construção! De frente à igreja está a Praça Dom Luís Scortegagna.
Endereço: Praça Luiz Scortegagna, s/n, Centro.

 

A Catedral Metropolitana de Vitória (Foto: Tissiana Souza).

 

Vitrais da Catedral Metropolitana de Vitória (Foto: Tissiana Souza).

 

-Theatro Carlos Gomes: localizado em frente à Praça Costa Pereira, o teatro é o mais antigo do Espírito Santo, construído em 1927 e inspirado no Alla Scala de Milão. Desde 1983 é tombado pelo Conselho Estadual de Cultura.
É considerado um dos pontos turísticos mais importantes do Estado. O grande destaque é a pintura do teto, feita por Homero Massena (1885-1974), inspirado em instrumentos, notas e grandes nomes da música.
Endereço: Praça Costa Pereira, Centro.

 

Interior do Theatro Carlos Gomes (Foto: Tissiana Souza).

 

Interior do Theatro Carlos Gomes de Vitória (Foto: Tissiana Souza).

 

Teto do Theatro Carlos Gomes (Foto: Tissiana Souza).

 

-Convento de São Francisco: construção do século XVI, o convento possuía uma Igreja dedicada a São Francisco de Assis, o monastério e a Capela da Ordem Terceira da Penitência. Entre 1886 e 1908 funcionou também no local o Cemitério Municipal. O local foi também pioneiro no abastecimento domiciliar de água, em 1643, com o uso de aqueduto.
Endereço: Rua Abílio dos Santos, 47, Centro.

 

O Convento de São Francisco fica em uma parte mais alta de Vitória (Foto: Tissiana Souza).

 

Convento de São Francisco (Foto: Tissiana Souza).

 

Entardecer no Convento de São Francisco, em Vitória (Foto: Tissiana Souza).

 

-Igreja e Convento do Carmo: foi fundado em 1682 por padres carmelitas. O conjunto apresentava o Convento, a Igreja de Nossa Senhora do Monte do Carmo e a Capela da Ordem Terceira. Entre 1910 e 1913, o convento passou por uma grande reforma, incluindo a construção de um novo andar.
A fachada foi tombada pelo Conselho Estadual de Cultura em 1984.
Endereço: Rua Coronel Monjardim e Coutinho Mascarenhas, Centro.

 

Igreja e Convento do Carmo, no centro histórico de Vitória (Foto: Tissiana Souza).

 

O centro histórico possui ainda outros atrativos, como as Igrejas de São Gonçalo e do Rosário, as escadarias Maria Ortiz e de São Diogo e o viaduto Caramuru.
Uma possibilidade de conhecer o centro através de uma visita guiada é o Projeto Visitar, que disponibiliza gratuitamente um roteiro de 3 horas que engloba 7 monumentos históricos de Vitória. Para mais informações, acesse o link:
http://www.institutogoia.org/pg/2996/projeto-visitar/

Outro destaque da cidade de Vitória são as praias, sendo a mais conhecida a Praia de Camburi.
No artesanato, são popularmente conhecidas as Paneleiras de Goiabeiras, que fazem as famosas panelas de barro, um saber passado de geração em geração há cerca de 400 anos, sendo considerado pelo IPHAN como Patrimônio Cultural Brasileiro.
E na culinária, o principal prato típico é a Moqueca Capixaba! Hummmmmm.

*DICA: O transporte urbano em Vitória é feito por ônibus. Para chegar ao centro, indicamos que pergunte na recepção do hotel as linhas que fazem o trajeto.

Para mais informações

Prefeitura Municipal:
http://www.vitoria.es.gov.br/

Mapa do Centro Histórico da Cidade de Vitória:
http://www.vitoria.es.gov.br/arquivos/20120712_mapa_centro_historico.JPG

Adicionar um comentário

%d blogueiros gostam disto: