Castelo de Guimarães: aqui nasceu Portugal 

Eis a cidade da qual sou suspeita, e muito suspeita a falar! Guimarães, a cidade onde nasceu Portugal! A cidade onde morei e onde pude vivenciar a vida no interior do país, longe de seus principais centros urbanos (Lisboa e Porto).

A cidade de Guimarães está localizada a cerca de 55 km do Porto, na região do Minho, no Norte de Portugal. Tem uma população de aproximadamente 160.000 habitantes.

O Centro Histórico de Guimarães é considerado Patrimônio Mundial da UNESCO desde 13 de Dezembro de 2.001, devido ao seu valor na formação da identidade nacional e linguística portuguesa.

1.COMO CHEGAR: 

-A partir do PortoUma das formas mais práticas de ir a Guimarães saindo do Porto é por comboio (trem). Opte pelos Comboios Urbanos do Porto (Linha de Guimarães), que são os trens mais simples e também mais baratos, e que saem de hora em hora da estação São Bento e também passam pela estação Porto-Campanhã. A passagem custa 3,10 euros (6,20 ida e volta).

O destino final da linha é a estação de Guimarães e a viagem dura cerca de 1 hora e 15 minutos.

O cartão dos Comboios Urbanos do Porto são pessoais, ou seja, cada pessoa tem o seu cartão, e precisam ser validados na plataforma antes que você embarque no trem.

A estação de Guimarães fica a cerca de 1,5km do centro histórico da cidade.

2. O CASTELO DE GUIMARÃES: 

Visitar Guimarães inclui subir até o topo de uma colina, chamada Monte Latito.

Este espaço arborizado e com um belo gramado tem como seu principal destaque o Castelo de Guimarães!

castelo de guimarães

O emblemático Castelo de Guimarães (Foto: Tissiana Souza)


Erguido sobre grandes blocos rochosos, a origem do Castelo se mistura com o surgimento da cidade de Guimarães, no século X, sendo, portanto, ligado aos tempos medievais.

A população começou a fixar-se nas terras vimaranenses quando a Condessa Mumadona Dias mandou construir, no ano de 950, o Mosteiro de Santa Maria. Para proteger o pequeno núcleo de moradores, que era constantemente atacado por mouros e normandos, Mumadona mandou que fosse erguido um castelo no topo da colina, provavelmente entre os anos de 950 e 957. Formou-se, assim, um segundo núcleo de moradores.

A data da primeira referência ao “Castelo do Mosteiro” em um documento é de 4 dezembro de 968. Além de ter a função protetora, o Castelo era a representação do poder da Condessa Mumadona sobre os outros senhores feudais.

Durante o Século XII, com a formação do Condado Portucalense, passam a viver em Guimarães o Conde D. Henrique e sua esposa D. Teresa, que se instalam no Castelo, segundo a história. Reformas e ampliações foram realizadas na edificação, visando torna-la mais segura e mais ampla. Provavelmente no Castelo de Guimarães também teria nascido D. Afonso Henriques, o primeiro rei de Portugal e responsável pelas reconquistas de terras portuguesas ocupadas pelos mouros.

A edificação também é conhecida como Castelo de São Mamede, devido à Batalha de São Mamede, em 24 de junho de 1.128, na qual o exército de D. Afonso Henriques enfrenta e derrota o exército de sua mãe.

Apesar da importância histórica do local para a confirmação de Portugal como um reino, o castelo passou por um processo de degradação até o século XX, quando foi declarado Monumento Nacional português em 1.910. Em 2.007, foi eleito uma das 7 maravilhas de Portugal.

castelo de guimarães

Castelo de Guimarães (Foto: Tissiana Souza).

O Castelo de Guimarães não é grande como o Castelo de São Jorge, em Lisboa, por exemplo. No entanto, apresenta sua beleza e proporciona aos seus visitantes a sensação mágica de adentrar um castelo medieval e pensar em toda a carga histórica que o local tem!

São 8 torres organizadas em forma pentagonal, com variações de altura. Outra curiosidade é o formato de um escudo, que é melhor visualizado em imagens e fotografias aéreas. Não há telhados ou móveis no local. Você caminhará na terra e pelas estruturas rochosas e verá as paredes feitas de blocos de granito.

No centro do Castelo está a Torre de Menagem, a mais alta de todas as torres. É uma parte mais recente do local, construída entre os séculos XIII e XIV.

castelo de guimarães

A Torre de Menagem do Castelo de Guimarães (Foto: Tissiana Souza).

castelo de guimarães

Interior do Castelo de Guimarães (Foto: Tissiana Souza).

castelo de guimarães

Muralhas do Castelo de Guimarães (Foto: Tissiana Souza).

3. IGREJA DE SÃO MIGUEL DO CASTELO:

Também no Monte Latito, próximo ao castelo, está localizada a Igreja de São Miguel do Castelo.

castelo de guimarães

Igreja de São Miguel do Castelo (Foto: Tissiana Souza).

A pequenina igreja românica apresenta uma nave única, e também foi construída com material de granito.

No seu interior, parte do chão é cercado para evitar o pisoteio do público, pois é um conjunto de túmulos, que apresentam inscrições quase apagadas pelo tempo.

castelo de guimarães

Interior da Igreja de São Miguel do Castelo (Foto: Tissiana Souza).

Diz-se que D. Afonso Henriques teria sido batizado nesta Igreja. A pia batismal contém uma lápide alusiva ao acontecimento, porém não há afirmações concretas sobre tal fato.

A primeira referencia à igreja foi feita em 1.216, e como D. Afonso Henriques teria nascido em 1.109 ou 1.111, a igreja dataria de período posterior ao nascimento do rei.

Para fechar, assista esse vídeo de com imagens aéreas do Castelo de Guimarães:
https://www.youtube.com/watch?v=rMI6pLIyBLs

Endereço

Rue Conde D. Henrique
Código Postal 4810-245, Guimarães

Preços para o ano de 2015

Gratuito

Para mais informações

Todos os dias, das 9:30 às 18:15 horas. Última admissão às 17:45.

Fechado em 25 de dezembro, 1º de Janeiro, 1º de maio e domingo de Páscoa.

Para mais informações

Sobre Guimarães:
http://www.guimaraesturismo.com/

Castelo de Guimarães e Igreja de São Miguel:
http://pduques.culturanorte.pt/

Para mais informações sobre horários de comboios:
http://www.cp.pt/passageiros/pt

Adicionar um comentário

%d blogueiros gostam disto: