Velho Chico: o inesquecível Cânion do Xingó

Sabe aqueles lugares que você não acredita que existem, mas eles existem de verdade? Pois é! Este texto conta nosso passeio inesquecível pelo Cânion do Xingó, originado a partir da construção do lago da Usina Hidrelétrica do Xingó, no rio São Francisco. Este é o quinto maior cânion navegável do mundo, com 65 km de extensão e largura variando entre 50 e 300m (Fonte: Site do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco).
O lago da Usina Hidrelétrica do Xingó formou-se no ano de 1994 e fica a 6 km de Canindé de São Francisco (Fonte: Chesf), município localizado no extremo Noroeste de Sergipe, na divisa com os estados da Bahia e de Alagoas.

 

 

Abençoando os pés nas águas do Velho Chico (Foto: Matheus Sabino).

1. DE ARACAJU A CANINDÉ DE SÃO FRANCISCO E O RESTAURANTE KARRANCA'S:

Canindé de São Francisco fica a cerca de 215 km de Aracaju e para chegar até lá foi necessário atravessar o Estado de Sergipe.
Para fazer este passeio contratamos os serviços da empresa Farol Tur – Locações e Turismo. Às 07:00 da manhã o ônibus passou pelo nosso hotel.
Fomos em um ônibus bom, com ar condicionado e TV. A Guia de Turismo passou algumas informações relativas ao passeio e também falou algumas curiosidades sobre a cidades por onde passamos.
Como a distância e o tempo de viagem (cerca de 3 horas) são grandes, paramos em um posto na cidade de Ribeirópolis para ir ao banheiro e comprar alguma coisa para comer (este posto não é como o GRAAL ou Frango Assado aqui no Estado de São Paulo, é um posto no meio da cidade).
Ao chegar no Restaurante Karranca’s, a sede dos catamarãs, a Guia pediu que todos ficassem no ônibus até que ela voltasse com os bilhetes individuais. Chegamos lá por volta das 11:00 horas da manhã e o nosso catamarã era no horário das 12:30 horas.
O local estava lotado de carros e de gente! Era um dia atípico de sábado após o feriado do Ano Novo. Decidimos não comer no Restaurante porque a fila para a compra da pulseira estava imensa! As mesas do Restaurante já estavam todas ocupadas por pessoas que já tinham comprado a pulseira e que estavam esperando a liberação do almoço, então, se tivéssemos pago o almoço não teríamos onde sentar para comer. O valor por pessoa no restaurante é de R$38,00.
O banheiro (feminino, como sempre) estava com uma fila grande também, mas estava limpo!
Optamos por comer um pastel para enganar o estômago e tomar um sorvete. Para se ter uma ideia do volume de pessoas no local, a atendente do carrinho do sorvete não tinha moedas para dar de troco para nós.
Em frente ao restaurante há uma praia fluvial, com cadeiras e guarda-sol. Pessoas praticam Stand Up Paddle e há um píer para saídas de lanchas e jet-skis. O que achamos um pouco perigoso é que o pessoal com os jet-skis fazem muitas manobras radicais próximo aos banhistas.
No final das contas, nosso catamarã atrasou 30 minutos (acho que dava tempo de ter almoçado...) e demorou mais uns 20 minutos para sair.
Todos os catamarãs tem um nome e você só entra naquele com o horário e o nome correspondente no ticket. Os responsáveis pelo catamarã chamam os grupos aos poucos (por exemplo: Grupo da Guia Raimunda da Farol Tur – 50 pessoas). Então não adianta fazer fila na entrada do píer para entrar primeiro no barco, pois você pode ser o primeiro da fila e seu grupo o último a ser chamado!

 

Catamarã atracado em frente ao Restaurante Karranca's (Foto: Tissiana Souza).


O catamarã com dois andares tem capacidade para 250 pessoas. No bar são vendidas porções e bebidas, porém no dia do nosso passeio rolaram somente uns espetinhos de carne. As opções estavam escassas pela quantidade acima da média de pessoas. Há também duchas, nas quais os mais calorentos podem se refrescar!

2. PASSEANDO PELO CÂNION DO XINGÓ:


Fomos navegando pelo nosso querido Velho Chico. Na realidade, estamos numa área de rio represado, onde as profundidades podem chegar a 170m!
A beleza das águas esverdeadas do rio São Francisco, em contraste com as formações rochosas de granito e a vegetação da caatinga formam um conjunto espetacular! Como não ficar hipnotizado pelo lugar!? Com um dia de céu azul então, tudo ainda fica mais bonito!
As formações rochosas vão revelando suas formas, como a Pedra da Águia, o Morro dos Macacos, a Pedra do Japonês.

 

canion do xingo

Pedra da Águia: formação rochosa que lembra a cabeça da ave (Foto: Tissiana Souza).

 

canion do xingo

Pedra do Japonês (Foto: Tissiana Souza).

Em meio a um paredão rochoso há um pequeno santuário para São Francisco!

 

Santuário dedicado a São Francisco (Foto: Tissiana Souza).


Navegamos pelo Velho Chico por cerca de 1 hora até chegar à plataforma flutuante próximo aos paredões do Cânion. O catamarã ficou atracado neste local por mais uma hora. Na plataforma flutuante há duas piscinas artificiais: uma com um pouco mais de 1m de profundidade e outra com 10m! Além disto, há uma lojinha de lembrancinhas, venda de água de coco e de milho (que também acabaram logo depois que a gente comprou!). 

 

Plataforma flutuante onde os catamarãs ficam atracados (Foto: Tissiana Souza).


Aqui pegamos uma canoa com um barqueiro no valor de R$10,00/pessoa, e ele nos levou à Gruta do Talhado, que recebe este nome porque de tão perfeita, seria talhada pelas mãos de alguém! Na verdade, a gruta é perfeita mesmo porque é uma obra da natureza! O local tem paredões íngremes e é bastante estreito, com rochas de diferentes colorações! Mais uma vez, ocorrem imagens de São Francisco, homenageando o santo que dá nome ao rio.

 

canion do xingo

A Gruta do Talhado: uma obra perfeita da natureza (Foto: Tissiana Souza).

 

O Cânion do Xingó é lindo! Suas cores avermelhadas contrastavam com aquele lindo céu azul e com as cores esverdeadas das águas do Velho Chico! É impossível não ficar em êxtase com aquela beleza! Um dos lugares mais bonitos que nós conhecemos!

 

Cânion do Xingó: uma das paisagens mais bonitas que nós conhecemos! (Foto: Tissiana Souza).


Ao sair da plataforma, o catamarã retorna pelo mesmo trajeto, navegando por mais 1 hora até atracar no Restaurante Karranca’s finalizando o passeio.
Se você quiser, há ainda a opção de fazer um voo de helicóptero, que varia de preço conforme o tempo de duração.
Apesar do local estar abarrotado de gente, esse passeio realmente valeu! Foi demais! Mais uma vez, nosso país mostra que não deixa a desejar quando o assunto são lugares surpreendentes para conhecer!

 

A Represa da Usina Hidrelétrica do Xingó (Foto: Tissiana Souza).

 

Endereço

Karranca's Bar e Restaurante
Praia Beiro Rio, 01 - Zona Rural, Canindé de São Francisco - SE, 49820-000, Brasil
Telefone: (79) 99869-6428

Preços para o ano de 2016

Partindo de Aracaju pela Farol Tur:
R$150,00 (transporte + ticket do catamarã)

Passeio de catamarã (duração de 3 horas):
R$90,00/pessoa

Canoa para a Gruta do Talhado:
R$10,00/pessoa

Para mais informações

Adicionar um comentário

%d blogueiros gostam disto: